sexta-feira, 22 de novembro de 2013

O mundo dá voltas,e numa dessas ele volta .

Ele nem sabe, mas mesmo de longe, eu continuo esperando que o vento mude e o traga para perto. Talvez ele imagine o quanto sinto sua falta, talvez queira manter distância. Ou simplesmente, precise respirar novos ares. Ele é do tipo que não se prende, gosta de andar por aí. Ele não sabe que eu gostaria que ele andasse por aqui; percorresse os caminhos do meu corpo e fixasse território, aqui mesmo, no meu coração.
Ele era o tipo que eu passaria longe, aquele tipo de cara que você sabe que não vai dar certo. Você sabe; eu sei. Ainda assim, é ele quem vem tirando o meu sono. A vontade de olhar nos olhos e dizer tudo isso, me passa na cabeça muitas vezes ao dia, mas, ele já sabe! Sei que sabe. Dá pra ver nos meus olhos, no movimento do meu corpo, nos meus lábios, quando pronuncio seu nome. Deixo escapar até no silêncio, a vontade que tenho de pedir para ele ficar, de não deixar ele Ir. Deixo ele escapar por entre os dedos, vejo ele indo e o deixo. Há um mundo de possibilidades em sua vida, tantas coisas para descobrir, enquanto eu, já achei o meu lugar. Ficarei onde estou, na espera de que ele encontre um lugar ao meu lado. E que encontre antes que esse lugar não exista mais.

O planeta continua girando,numa dessas voltas pode ser que ele volte antes dos 365 dias.Pode ser que ele  não venha mais .O mundo é grande e nele há tantas outras histórias, tantos outros lugares para serem habitados, outros momentos para serem vividos. É tudo questão de escolha.Já fiz a minha;não sei se é certa ou errada, mas  preciso vivenciá-la e correr todos os riscos necessários para dizer no fim :eu não tive medo do improvável. Não tive medo de ter o coração partido,mesmo com grandes chances de que isso aconteça.

5 comentários:

  1. A vida é ma aposta Laila, e nos os jogadores. Quantos morrem congelados em alguma montanha distante, pela aventura de superar seus medos e vencer os desafios, outro apostam tudo num amor, embora bandido, coração é território sem dono, sentimento não se racionaliza, vive-se. Sei que a vida passa a revelia dos nossos sonhos e planos, e diariamente vivemos apostando todas as fichas ou nos acomodando num viver mais ou menos.

    http://apoesiaestamorrendo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É isso mesmo,Fábio :)
      Não dá pra viver uma vida morna,esse é o lema de todas as pessoas intensas.
      Beijos !

      Excluir
  2. Ô brutalidade de sentimentos... Fui me perdendo nas suas palavras e me encontrando. Minha história se baseia um pouco no que escrevestes. Mas como no final do teu texto termino com uma frase que incentiva "sempre existem outros amores,outros sorrisos,outras histórias,se permita". Beijinhos,
    http://luizadevaneios.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim,Luiza,ainda bem que existem !!
      Nos permitir é essencial para vivermos essas tantas coisas que a vida tem .
      Beijinhos :)

      Excluir
  3. A vida é sempre uma incerteza um oi, um adeus não temos como prevê
    Concordo com a Luiza, devemos nos permitir sempre.
    Bjs
    Carlah Ventura - Intensa Vida

    ResponderExcluir

E aí,o que achou?